erep e diluições

Como não ficar? como não deixar uma parte de ti em cada abraço? como não perder as digitais depois de tantos apertos de mão?
O EREP acabou! Digo, o evento, contudo, tudo, absolutamente tudo que foi discutido, visto, feito…ressoa aqui dentro! O mundo acabou em 2010, uma pena não terem notado a sutileza desse fim, bem como o sutil nascimento de outro mundo!

Anúncios

Uma resposta para “erep e diluições

  1. resssoa… intensamente… no meu fazer, no meu viver, há 4 anos…
    e se o mundo acabou, meu fim foi lindo, com o nascer do sol e o abraços dos amigos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s